sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Coluna do Portuga - "Desabafo!"


Por André Schmidt

Antes que algum pseudo-moralista que se acha o dono da razão e verdade apareço por aqui usando frases publicitárias feitas como: "Eu nunca vou te abandonar" e "O sentimento não pode parar" entenda a larga diferença entre time e clube. Eu amo o Club de Regatas Vasco da Gama. Odeio o time do Vasco da Gama. Tenho raiva de quem hoje veste esta camisa, ganha - no mínimo - dez vezes mais do que eu e não honra os seus compromissos. Ter vontade e disposição em campo não é virtude, é obrigação! Falta de qualidade até é compreensível com o elenco lixo que foi montado por outro pseudo-moralista, o "presidente Roberto Dinamite". Este mesmo que usa o nome, a paixão e o respeito que a torcida vascaína tem por ele para usar o clube como bem entende. Jogadas políticas, contratos obscuros - Champs, Eletrobrás e etc - e sucateio da base. O que Roberto tenta fazer com o Vasco é similar ao feito por Eurico, com uma pequena - grande para mim - diferença: Eurico fazia e ponto; Dinamite faz com sorriso no rosto e cara de sonso. Não pensem que não há esquema de superfaturamento de salários para que seja dividido o resto com empresário e dirigentes - ou alguém acha mesmo que o Johnny, de 2008, recebia mesmo R$ 72 mil? Não se enganem que na base não é obrigatório pagar para jogar ou até mesmo forçado a assinar com certo empresário - não é Carlos Leite? - para se manter no time e chegar aos profissionais. O que falta é alguém com peito para dizer: Eurico era sim melhor dirigente que Dinamite. O que matou sua administração foi entrar na primeira partida sob a sua tutela com a logo do SBT em final de campeonato transmitida pela toda poderosa Globo para todo o Brasil! A mesma Globo que elege o presidente da república há 20 anos. Aquela que monopoliza os esportes nacionais e apequena a nossa paixão. Só deixou de ser ídolo da torcida após campanha feita pela emissora. Embargos financeiros impostos ao clube e até ameaças a que o ajudasse e ao Vasco. Eurico é o melhor para o Vasco? Sem dúvida não, pelas inimizades que fez no meio. Foi o melhor que tivemos? Um dos... Não foram dez anos de Vasco, foram 42! Muita gente que critica não tem 1/3 de vida do que ele teve de Vasco. Escrevo esta coluna sabendo que levarei algumas porradas e perderei alguns seguidores que não sabem distinguir possível de impossível e real do imaginável. O meio político dos clubes é tão sujo ou mais que a política nacional. Sempre foi, é e sempre será. Isso é conformismo? Não! Mas entre os excessos e a omissão eu fico com os exageros. Paixão exagerada, reações exageradas, lágrimas e sorrisos descontrolados. Isso é futebol! Isso Rio de Janeiro!Isso é Vasco da Gama!

2 comentários:

  1. Concordo com todas as suas palavras, de tudo que venho lendo ultimamente, esse texto é um dos poucos que vejo descrever com lucidez os fatos atuais e principalmente a importância do CRVG.
    Parabéns
    Costa Neto
    Mossoró-RN

    ResponderExcluir

Amigos, é importante para nós a sua opinião e o seu comentário para que possamos trazer sempre o melhor para a torcida vascaína! Saudações vascaínas! /+/